Sindicato pela inclusão social


Conferência “Football Inclusion” reuniu várias entidades desportivas.

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) aliou-se à Semana Europeia do Desporto e levou a cabo a Conferência “Football Inclusion”, que abordou a inclusão social no desporto e através do desporto.

A iniciativa constituiu uma das ações realizadas no âmbito do Projeto SPIN – Spor Inclusion Network, co-financiado pela União Europeia através do programa Erasmus +, e realizou-se na Escola Secundária Marquês de Pombal, com início às 14h, contando com a presença de representantes de várias organizações desportivas que vieram apoiar a iniciativa pela inclusão social.

Após uma breve receção aos convidados realizou-se a primeira mesa redonda, que contou com a presença de Joaquim Evangelista (Presidente da Direção do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol), Vítor Pataco (Vice-Presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude), Pedro Calado (Alto Comissário para as Migrações), Maria Teresa Mendes (Presidente do Conselho para os Refugiados) e Jaime Carlos (Diretor da Escola Secundária Marquês de Pombal), que discutiram o papel de cada uma das respetivas organizações no que respeita à inclusão social, enfatizando, não só à importância da relação com o desporto, mas também a ligação existente entre a prática desportiva e os casos de (re)integração social bem sucedidos.

Cada um dos oradores partilhou com a plateia, composta por jovens alunos de cursos técnicos na área do desporto, as experiências em projetos de sucesso no apoio à integração social dos migrantes e populações marginalizadas, através da prática desportiva e do futebol, em particular

A seleção nacional de futebol foi, ainda, apontada como o melhor exemplo de multiculturalidade e sucesso no apoio a jovens migrantes provenientes de contextos de risco.

Joaquim Evangelista fechou o painel contextualizando a ação do Sindicato nesta área e o desejo de contribuir para um relacionamento efetivo entre os jogadores de futebol e a comunidade. 

Seguidamente, Salomé Marivoet (CPES – Universidade Lusófona) realizou uma apresentação acerca do desporto como ferramenta de inclusão social, passando de seguida a palavra a Bruno Silva e João Oliveira, coordenadores do Projeto SPIN, que conduziram o workshop SPIN: Sports Welcome Refugees “Porquê a inclusão através do desporto?”.

Na sua intervenção, os coordenadores abordaram o que já foi feito no âmbito deste projeto do qual o Sindicato é parceiro e os próximos objetivos, em especial a criação de rede de apoio a organizações desportivas que trabalham com migrantes e refugiados, no âmbito da campanha “Sports Welcome Refugies”, para o biénio 2017-2018.

A última mesa redonda contou com a presença de João Vieira Pinto (Diretor da Federação Portuguesa de Futebol), Luísa Malhó (“Programa Escolhas”), Nuno Palma (Associação EPIS), Ana Paulos (Associação Nacional de Futebol de Rua) e Lúcia Pedro (Associação Jorge Pina), que abordaram o tema “O Futebol e o Desporto como contextos para o desenvolvimento de projetos de inclusão social”.

Os oradores abordaram as suas experiências e o trabalho das respetivas instituições mas foi o testemunho pessoal de João Vieira Pinto que mais cativou a atenção dos jovens presentes na sala. O ex-internacional português falou das dificuldades na infância, do abandono escolar prematuro e da felicidade que teve nos vários momentos da sua carreira, reconhecendo os riscos que correu e que correm todos os jovens que se focam exclusivamente no futebol. João Pinto concluiu a sua apresentação falando do sacrifício e da perseverança necessários para atingir o sucesso como jogador de futebol e falou da necessidade de mais instituições abraçarem projetos de inclusão social, reforçando a disponibilidade da Federação Portuguesa de Futebol para apoiar iniciativas credíveis e capazes de fazer a diferença na vida destas pessoas em contextos marginalizados.

Esteve, ainda, em debate a realidade desportiva atual e a importância do desporto na sociedade portuguesa, que segundo dados recentes apresentados da OCDE, constituiu a solução de carreira pretendida por mais de 50% de jovens inquiridos.

Após a apresentação pública do projeto “Football Inclusion”, com a assinatura do protocolo, procedeu-se ao sorteio de bolas de futebol e t-shirts da Gorila, antes de ex-jogadores, o próprio Presidente da Direção do SJPF, jornalistas e refugiados se dirigirem ao campo da Escola Secundária Marquês de Pombal para realizarem um jogo de futebol pela inclusão.

A Semana Europeia do Desporto visa a promoção do desporto e da atividade física na Europa e decorre de 24 de setembro a 30 de setembro.