Um prémio com um significado especial


Joana Vieira recebeu o título de melhor marcadora, conquistado no último segundo do campeonato.

A jogadora Joana Vieira, do Futebol Benfica, recebeu esta terça-feira o prémio Melhor Marcadora da época 2016/17, atribuído pelo Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

O troféu foi entregue por Carla Couto, embaixadora e delegada do SJPF para o futebol feminino, no Estádio Francisco Lázaro, antes do treino da equipa feminina do Futebol Benfica.

“Em primeiro lugar, quero agradecer às minhas colegas de equipa porque quando começaram a perceber que era possível conquistar este prémio, passavam-me a bola para ser eu a marcar. O esforço delas foi muito importante para poder atingir este objetivo”, começou por dizer a ponta-de-lança de 26 anos.

O presidente do Futebol Benfica, Domingos Estanislau, também foi importante para esta conquista. “O clube sempre me apoiou e desde o início da época que o Presidente me dizia que eu ia conseguir este título”, agradece a jogadora.

O título de melhor marcadora da Liga de Futebol Feminino da época 2016/17 foi alcançado no último segundo do campeonato, numa partida entre o Futebol Benfica e as campeãs nacionais do Sporting. Algo que reforça o significado desta conquista.

“Este prémio deixou a equipa e a mim, em especial, muito contentes. É uma memória que vou guardar para sempre, mas agora importa olhar para o futuro. Esta época há novos objetivos e não vou ficar agarrada a este troféu”, afirma a ambiciosa capitã do Futebol Benfica.

Joana Vieira concilia o futebol com outra atividade profissional, ligada ao ramo imobiliário, mas isso não se reflete no rendimento dentro de campo. “Como o futebol é uma paixão, acaba por não ser difícil conciliar as duas atividades. É impossível dizermos que é um sacrifício”, diz a melhor marcadora da época 2016/17.

A avançada de 26 anos, que também agradeceu ao Sindicato pela distinção, deixa uma mensagem de incentivo às jovens jogadoras que estão a iniciar a prática do futebol: “Da mesma maneira em que eu acreditei até ao último segundo do campeonato que era possível ser a melhor marcadora, também têm de acreditar sempre que vão conseguir atingir os objetivos a que se propuserem.”

Recorde-se que Joana Vieira apontou 34 golos na última edição da Liga de Futebol Feminino, seguida por Solange Carvalhas (Sporting), com 33 golos, e Diana Silva (Sporting), com 26.