Cláudia Neto nomeada para o melhor onze do mundo


Capitã da Seleção Nacional entre as 55 finalistas na votação promovida pela FIFPro.

A jogadora portuguesa Cláudia Neto é uma das 55 nomeadas para o melhor 11 feminino do mundo, numa votação promovida pela FIFPro (sindicato mundial de jogadores).

A capitã da Seleção Nacional é a primeira futebolista portuguesa de sempre a figurar na lista de nomeadas para a melhor equipa do ano, à escala mundial.

O melhor 11 do mundo é apurado através da votação de mais de 3000 jogadoras, provenientes de 47 países. Entre as 55 finalistas estão cinco guarda-redes, 20 defesas, 15 médios e 15 avançadas.

Enquanto membro da FIFPro, o SJPF é a entidade responsável pela recolha dos votos em Portugal, tendo participado na eleição as jogadoras da Seleção Nacional e dos clubes da Liga de Futebol Feminino Allianz.

O melhor 11 feminino do mundo de 2016 será conhecido a 8 de março, data em que se assinala o Dia Internacional da Mulher.

Eis a lista das 55 nomeadas:

Guarda-redes: Katarzyna Kiedrzynek (Polónia/Paris Saint-Germain); Hedvig Lindahl (Suécia/Chelsea), Andreea Paraluta (Roménia/Atlético), Tinja-Riikka Korpela (Finllândia/FC Bayern Munique) e Hope Solo (EUA/sem clube);

Defesas: Lucy Bronze (Inglaterra/Manchester City), Kadeisha Buchanan (Canadá/Olympique Lyon); Stephanie Catley (Austrália/Melbourne City), Nilla Fischer (Suécia/Wolfsburgo), Sara Gama (Itália/ACF Brescia), Laura Georges (França/Paris Saint-Germain), Stephanie Houghton (Inglaterra/Manchester City), Julie Johnston (EUA/Chicago Red Stars), Meghan Klingenberg (EUA/Portland Thorns), Tabea Kemme (Alemanha/Turbine Potsdam), Ali Krieger (EUA/Orlando Pride), Leonie Maier (Alemanha/FC Bayern München), Amel Majri (França/Olympique Lyonnais), Griedge M'Bock (França/Olympique Lyonnais), Wendie Renard (França/Olympique Lyonnais), Irene Paredes (Espanha/Paris Saint-Germain), Ali Riley (Nova Zelândia/FC Rosengard), Line Roddik Hansen (Dinamarca/FC Barcelona), Becky Sauerbrunn (EUA/FC Kansas City) e Marta Torrejon (Espanha/FC Barcelona);

Médios: Camille Abily (França/Olympique Lyonnais), Melanie Behringer (Alemanha/FC Bayern München), Veronica Boquete (Espanha/Paris Saint-Germain), Sara Björk Gunnarsdottir (Islândia/Wolfsburgo), Pernille Harder (Dinamarca/Wolfsburgo), Tobin Heath (EUA/Portland Thorns), Jenni Hermoso (Espanha/FC Barcelona), Amandine Henry (França/Paris Saint-Germain), Saki Kumagai (Japão/Olympique Lyonnais), Carli Lloyd (EUA/Manchester City), Dzsenifer Marozsan (Alemanha/Olympique Lyonnais), Marta (Brasil/FC Rosengard), Cláudia Neto (Portugal/Linköpings FC), Megan Rapinoe (EUA/Seattle Reign) e Caroline Seger (Suécia/Olympique Lyonnais);

Avançadas: Andressa Alves (Brasil/FC Barcelona), Ramona Bachmann (Suécia/Chelsea), Cristiane (Brasil/Paris Saint-Germain), Shirley Cruz (Costa Rica/Paris Saint-Germain), Caroline Graham Hansen (Noruega/VfL Wolfsburg), Ada Hegerberg (Noruega/Olympique Lyonnais), Eugenie Le Sommer (França/Olympique Lyonnais), Vivianne Miedema (Holanda/FC Bayern München), Anja Mittag (Alemanha/VfL Wolfsburg), Alex Morgan (EUA/Olympique Lyonnais), Louisa Necib (França/sem clube), Alexandra Popp (Alemanha/VfL Wolfsburg), Alexia Putellas (Espanha/FC Barcelona), Lotta Schelin (Suécia/FC Rosengard) e Christine Sinclair (Canadá/Portland Thorns).