Pedro Gomes

Marcou os dois únicos golos da sua carreira no espaço de duas semanas, mas não é isso que faz a história de um dos melhores laterais de sempre do futebol português. O SJPF revisita a vida de Pedro Gomes.
Ler mais

Matateu

O nome Sebastião Lucas da Fonseca pouco dirá a muitos, mas se falarmos de Matateu o caso muda de figura. São muitos os que afirmam, sem medos, que melhor que ele só Eusébio.
Ler mais

Vítor Baptista

Nasceu na miséria e a ela regressou antes da morte. Pelo meio, uma carreira futebolística das mais emblemáticas do futebol nacional. Vítor Baptista era “o maior”.
Ler mais

Pauleta

Com 47 golos, em 88 jogos, é ainda o melhor marcador da história da seleção nacional. Curiosamente nunca jogou na Primeira Divisão em Portugal. Atingiu o estrelato nas ligas de Espanha e França. É o Ciclone dos Açores.
Ler mais

Luís Figo

Foi o segundo Bola de Ouro português a seguir a Eusébio. Deu os primeiros toques n’Os Pastilhas, um clube de bairro na Cova da Piedade, no concelho de Almada.
Ler mais

Augusto Inácio

Formado no Sporting, alcançou a glória europeia no FC Porto. Já como treinador devolveu o título nacional ao Sporting após 18 anos de jejum. Falamos de Augusto Inácio, um dos melhores defesas laterais da história do futebol português.
Ler mais