FIFPro exige investigação sobre lesão de Alvaro Pereira


Procedimento levado a cabo pela FIFA pode ter sido negligente.

A FIFPro (União Mundial dos Sindicatos de Jogadores) está a exigir à FIFA que investigue o procedimento após a lesão de Alvaro Pereira, no encontro que opôs o Uruguai e a Inglaterra, no Campeonato do Mundo que está a decorrer no Brasil.

De acordo com o site oficial da FIFPro, a organização “pretende que a FIFA execute uma investigação contundente sobre o protocolo de concussões da sua própria competição, que falhou em proteger o jogador” e que “a FIFA seja capaz de garantir a segurança dos jogadores e que seja essa a prioridade número um, não só neste torneio, mas em todas as competições”.

A FIFPro apresenta ainda um conjunto de soluções, entre as quais a criação de um painel médico independente que preste assistência nas competições e a revisão legislativa que permitam aos jogadores ser temporariamente substituídos caso haja suspeita de concussão.