“Velocidade e precisão de cruzamento são os meus pontos fortes”


Em entrevista à JOGADORES (publicação oficial do SJPF), o avançado do Marítimo, Xavier, revela as suas preferências e principais qualidades enquanto futebolista.

Alguma superstição antes de entrar em campo?
Apenas me benzo antes de entrar em campo.

Modelo preferido de bota de futebol?
Sou fiel às minhas Nike Mercurial.

Número de camisola preferido?
50. Sempre foi o meu número.

Melhor jogo ou o mais emocionante a que assistiu?
Para mim o melhor jogo que vi foi a final da Liga dos Campeões de 2005, a grande reviravolta do Liverpool. Foi a grande prova que tudo é possível, até o árbitro apitar para o final.

Ídolo no futebol?
Francesco Totti.

Equipa na qual gostaria de jogar?
Manchester United, sem dúvida.

Qual é o seu ponto forte como jogador?
Velocidade e precisão de cruzamento.

Maior ambição enquanto jogador?
Chegar ao limite das minhas capacidades e ser internacional AA.

Rende-se mais em campo depois de fazer sexo?
(Risos) É um dos grandes mitos do futebol. Penso que é indiferente, mas sem exageros.

Hobby preferido durante os estágios?
Gosto de ver a minha série preferida “Uma Família Muito Moderna”.

Se não fosse futebolista, o que gostaria de ser?
É algo que talvez só vá descobrir no final da carreira.

Perfil
Nome: António Manuel Pereira Xavier
Data de nascimento: 6 de julho de 1992
Posição: Extremo
Clubes que representou: Vitória de Guimarães (formação), Tourizense, SC Braga, Feirense, Leixões e Marítimo.