Para assinalar a data do falecimento de João Lucas, o SJPF criou uma bolsa de investigação com o seu nome, destinada a instituições hospitalares. A bolsa será atribuída todos os anos, a 26 de maio, homenageando o ex-jogador de futebol e antigo delegado do SJPF.



O SJPF não esquece aquele que foi um dos seus e que muita saudade continua a deixar. Por essa razão, desenvolve o Projeto João Lucas - Displasia Arritmogénica e Morte Súbita no Desporto, que pretende honrar a sua memória mas também promover as ferramentas necessárias para prevenir futuras situações semelhantes nos jogadores de futebol do presente e do futuro.

A displasia arritmogénica é uma das principais causas de morte súbita antes dos 30 anos, havendo evidências de que a prática de atividade física intensa, como é o caso do desporto de alto rendimento, agrava os seus sintomas e aumenta drasticamente a probabilidade da sua ocorrência.